Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > O Patrono
Início do conteúdo da página

Serviço de Saúde do Exército

Publicado: Quarta, 06 de Janeiro de 2016, 11h25 | Última atualização em Quinta, 09 de Abril de 2020, 19h37 | Acessos: 3880

Patrono - General de Brigada Médico João Severiano da Fonseca.

Gen Bda João Severiano da Fonseca

Em 27 de maio de 1836, na cidade de Marechal Deodoro, no Estado de Alagoas, nasceu João Severiano da Fonseca, que viria, mais tarde, se tornar o Patrono do Serviço de Saúde do Exército.

Ainda muito jovem, João Severiano ingressou na Faculdade de Medicina da Corte e desde o início de sua vida acadêmica expressou coragem no enfrentamento de doenças e desprendimento na ajuda ao próximo.

Participou, como acadêmico, do 3º ano de Medicina, no combate à epidemia de cólera que afligiu a população da cidade do Rio de Janeiro em 1855. Por essa nobre atuação, recebeu a “Comenda da Ordem da Rosa”, no grau de Cavaleiro, conferida pelo Imperador.

Em janeiro de 1862, ingressou no Corpo de Saúde do Exército, como 2º Tenente-Cirurgião. Suas primeiras atribuições foram exercidas no Hospital Militar da Guarnição da Corte, atual Hospital Central do Exército (HCE), no Estado do Rio de Janeiro.

Na campanha da Tríplice Aliança, destacou-se por sua atuação em favor dos doentes e feridos e pelas demonstrações de nobreza e sentimento humanitário, que o motivaram a romper barreiras para a promoção da saúde da tropa, como demonstrado nos trechos de documento encaminhado aos seus superiores, solicitando providências para melhorias no atendimento médico:

“(...) nada havendo de medicamentos, fiz pedido de todo o necessário propondo mandar-se buscar em Paissandu o que fosse de urgência. Nada consegui, mas na mata que nos cercava encontrei camomila, mellissa, carqueja e algumas avencas (...)”

Nesse período, foi promovido aos postos de  1º Tenente-Cirurgião e de Capitão-Cirurgião, por merecimento.

Além de seu desempenho como médico, militar e pesquisador, atuou em outras áreas, como a pesquisa, a literatura e a política. Escreveu, ao longo de sua vida, diversas obras, incluindo trabalhos na área de Medicina, Etimologia, Geografia, História e Sociologia.

Dentre outras, desempenhou importantes funções, como Diretor do Hospital Militar da Guarnição do Rio de Janeiro e Inspetor Geral do Serviço Sanitário do Exército. Foi membro do Instituto Histórico da Sociedade de Geografia de Madri, do Instituto Arqueológico Alagoano, do Ateneu de Lima, do Instituto Médico Brasileiro e da Academia Imperial de Medicina do Rio de Janeiro.

O General-de-Brigada Médico João Severiano da Fonseca faleceu em 7 de novembro de 1897, em pleno exercício de suas funções, no cargo de Inspetor Geral do Serviço Sanitário do Exército.

A atitude, o patriotismo e a devoção à Medicina e ao Exército fizeram com que fosse merecedor do título de Patrono do Serviço de Saúde, formalizado pelo Decreto-lei nº 2.497, de 16 de agosto de 1940.

Em homenagem a este tão ilustre personagem de nossa história, o dia do Serviço de Saúde do Exército é comemorado na data de seu nascimento.

A escolha do General João Severiano como patrono do Serviço de Saúde é o justo reconhecimento da Pátria a esse insigne brasileiro, fonte de inspiração para as novas gerações do Serviço de Saúde.

Fim do conteúdo da página